Pesquisar no site


Contato

Capoeira Cativeiro Vitoria

E-mail: anavafer@hotmail.com

 

 

 

 Zumbi, o rei negro

do Quilombo dos Palmares

Zumbi, o rei negro do Quilombo dos Palmares

M PASTINHA

M.BIMBA


 

CAPOEIRA ANGOLA

É a vertente mais antiga da capoeira. Recebeu este nome devido ao fato de muitos praticantes desta modalidade serem descendentes de escravos angolanos. Suas características são a riqueza de expressão corporal desenvolvida na "vadiação", tais como: a malícia, a sabedoria, a malemolência, a mandinga, em fim, qualidades que definiam os mestres antigos.

A capoeira Angola também é conhecida como a capoeira "mãe" pelo fato desta agregar originalmente os aspectos de luta ocultada em dança/ritual. Porém, sabe-se que os capoeiristas antigamente não se intitulavam angoleiros, tal distinção foi devido a criação da capoeira Regional Baiana pelo mestre Bimba - Manoel dos Reis Machado na década de 1930.

Os maiores nomes da capoeira Angola são: Traíra, Noronha, Besouro, Siri de Mangue, Canjiquinha, Waldemar da Paixão, Cobrinha Verde, dentre outros, e o mestre Pastinha. Este último teve uma importância significativa para a capoeira, pois, foi o responsável pela organização da capoeira Angola e sua vida foi de luta pelo reconhecimento cultural da capoeira e do capoerista.

Atualmente a Capoeira Angola é praticada em quase todo o mundo e muitos jovens capoeiristas seguem sua filosofia e tradição ancestral. As grandes referências da Capoeira hoje em dia são os angoleiros discípulos de mestre Pastinha, João Pequeno e João Grande que junto com seus alunos trabalham para a divulgação e tradição da capoeira Angola.

CAPOEIRA REGIONAL

Intitulada de "Luta Regional Baiana" esta modalidade foi criada por Manoel dos Reis Machado, o mestre Bimba na década de 1930 em Salvador, Bahia.

Sabe-se que mestre Bimba treinou capoeira por 12 anos - segundo o historiador Muniz Sodré no livro "Mestre Bimba: Corpo de Mandinga", quem iniciou Bimba na capoeira foi Bentinho - em um período que a capoeira ainda estava proibida pelo Código Penal de 1889 e, acreditava que a capoeira estava muito "folclorizada" perdendo o aspecto de luta, logo mestre Bimba, que também era "batuqueiro" (uma luta antiga de bandas e golpes desequilibrantes) desenvolveu um novo estilo de capoeira pelo qual o denominou de luta regional baiana. Segundo Mestre Nenel - filho de mestre Bimba - seu pai incluiu na capoeira golpes característicos do batuque e retirou outros que achava desnecessários. Mestre Bimba juntamente com um grupo de alunos criou um método de ensino baseada em sequências de treinamento, exame admissional, algumas regras disciplinares para o treinamento em sua academia, "a cintura desprezada" (jogo de balões e projeções), vários toques de berimbau como o toque de São Bento Grande da Regional, Banguela e o Hino da Capoeira Regional.

A preocupação de mestre Bimba era com a legitimação da capoeira, uma arte tão rica e culturalmente afro-brasileira ainda proibida e perseguida, para tal, aperfeiçoou a capoeira como uma luta buscando reconhecimento desportivo e fundou o Centro de Cultura Física e Luta Regional Baiana (reparem que Bimba evitou o nome capoeira, pois esta, ainda estava proibida oficialmente) . Então, conseguiu uma autorização para dar aulas de capoeira, sendo reconhecido como Instrutor de Educação Física, sendo também instrutor de capoeira no exército. Mestre Bimba viajou o Brasil com um grupo de alunos fazendo exibições e combates contra lutadores de luta livre provando que a capoeira poderia ter uma eficácia marcial, tendo inclusive, feito uma apresentação de capoeira para o então presidente Getúlio Vargas na década de 1950, que reconhecendo o pontecial da capoeira e com uma política popularista intitula a capoeira como o "esporte genuinamente brasileiro" e promove a retirada da capoeira do código penal.

Mestre Bimba posteriormente viaja com sua família para residir em Goiás onde supostamente teria mais apoio econômico para sua "capoeira regioná", mas infelizmente isto não acontece e Bimba adoece subitamente vindo a falecer longe de sua terra natal. Mas, o legado de mestre Bimba está aí com a capoeira Regional sendo praticada em todo o Brasil e em quase todos os países do mundo. 

BATIZADO 19/03/2011

07/03/2011 22:02

 

Bookmark and Share